DICAS DE VIAGEM



Costuma ser comparada a Paris, tanto pela arquitetura dos prédios como pelo urbanismo bem cuidado. A melhor forma de conhecê-la é caminhando. Plana e arborizada, a cidade é perfeita para andar sem pressa, interagindo com a paisagem urbana. Suas ruas contam histórias, tocam música e parecem cenários de filmes de época. Estão cheias de arte, história e cultura, a começar pela mistura de estilos arquitetônicos.

- Principais bairros

- La Boca: é o bairro portuário e proletário onde fica o maior cartão-postal da cidade, o Caminito, rua de pedestres com casinhas pintadas e murais coloridos. No local há vários dançarinos de tango que tiram os turistas para danças e tirar foto, mas tem que pagar depois.

- Puerto Madero: é o porto que deu certo, seus antigos armazéns de tijolos vermelhos foram remodelados para abrigar restaurantes, apartamentos, escritórios, bares, tudo à beira-rio, com calçadões charmosos e hotéis modernos. Na paisagem destaca-se a Puente de la Mujer, do arquiteto espanhol Santiago Calatrava.

- Montserrat: é o eixo político, onde estão prédios públicos como a Casa Rosada. 

- Centro: bastante movimentado, endereço da famosa Calle Florida, com um comércio classe média e artistas de rua. Ótimo lugar para fazer compras.

- San Telmo: é o bairro histórico, domínio de antiquários, da feirinha de domingo na Plaza Dorrego e de novos bares cool.

- Recoleta: tem ares aristocráticos, é a vizinhança mais francesa e queridinha dos turistas, onde ficam hotéis clássicos como o Alvear.

- Palermo: é o coração verde da cidade e, junto com Belgrano, morada da elite.

- Palermo Viejo: é o Soho argentino, dos descolados, com as lojas diferentonas e chiques, bares de personalidade, hotéis-butique, restaurantes fusion, tudo ao redor da Plazoleta Cortázar.

- Pontos turísticos

- Caminito: ótimo para passar a manhã ou a tarde, ouvir tango na calçada acompanhado de um bom café e adquirir artesanato regional, desde pequenas lembranças até quadros e casacos.

- Casa Rosada: sede do Governo Argentino desde 1873; possui museu anexo com mais de 10 mil peças usadas por ex-presidentes.

- Avenida de Mayo: coração político de Buenos Aires, começa na Plaza de Mayo e termina na Plaza de los Dos Congresos. Plaza de Mayo: histórica praça onde as mães choravam os filhos desaparecidos na época da ditadura militar é endereço da Casa Rosada e da Catedral Metropolitana, que abriga imagens do século 18, um púlpito talhado em prata, um órgão com 2 846 tubos e o túmulo do general San Martín (o líder da independência), entre outros edifícios do governo.

- Avenida 9 de Julio: é famosa por seu Obelisco e pelos 140 metros de largura.

- Museu Carlos Gardel: indicado para fãs do cantor, está localizado longe do centro (a corrida de táxi fica muito barata) e das principais atrações turísticas, mas vale a pena conhecer a pequena casa onde morou, sua discografia e objetos pessoais. Entrada US$ 1,00. Local: Calle Jean Jaures, 735, das 11h/18h, seg, quarta a sex, das 10h/19h, sáb, dom e feriados.

- Parque de Palermo: é um oásis com 2 lagos, pedalinho, Rosedal (com 15 mil roseiras de mais de mil espécies) e um jardim japonês; fica próximo ao Jardim Botânico e ao Zoológico.

- Malba (Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires): é imperdível, localizado em um prédio moderno, com café e lojinhas, abriga obras latino-americanas de peso, como o Abaporu (Tarsila do Amaral), além de trabalhos de Frida Kahlo, Diego Rivera, Di Cavalcnti, Helio Oiticica, Lygia Clark, entre outros. Uma mostra sobre a pop art de Andy Warhol, com 170 obras, ficará exposta até fevereiro de 2010. Local: Av. Figueroa Alcorta, 3415, Palermo, das 12h/20h, quinta a seg e das 12h/21h na quarta. US$ 3,80 entrada gratuita na quarta.

- Museu de Belas Artes: abriga a mais importante coleção de arte argentina, com obras de forte apelo social, como por exemplo, a Sopa dos Pobres, de Reynaldo Giudice. Também tem obras de artistas estrangeiros, como Rodin, Monet, Renoir, Van Gogh, El Greco e Goya. Local: Av. del Libertador 1473, Recoleta, 12h30/19h30, ter a sex, 9h30/19h30, sáb. Entrada gratuita.

- Museu Evita: informações em alta tecnologia sobre a vida e a obra da mais cultuada personalidade feminina da Argentina. Local: Calle Lafi Nur 2988, das 10h/20h seg e 13h/19h ter a dom. Entrada: US$ 3.

- Museu Quinquela Martín: o primeiro andar do edifício, antiga residência e ateliê do retratista que adotou a Boca como tema, mescla suas obras e seus móveis. Local: Av. Pedro de Mendoza 1835, das 11h/17h30 ter a dom. Enrada: US$ 1,00.

- Gran Café Tortoni: o mais famoso de Buenos Aires e o predileto dos escritores García Lorca e Borges, que tinham suas mesas fixas. Local: Av. de Mayo 825, das 8h/2h.

- Teatro Colón: inaugurado em 1908 e famoso pela sua excelente acústica, é um dos teatros mais importantes do mundo. Sua fachada impressiona pelo estilo eclético. Com capacidade para 3 mil pessoas, é frequentemente palco de balés, óperas e obras líricas. Reinaugura em maio de 2010.


- Melhores compras

- Galerias Pacífico: possui lindos afrescos no teto e lembra a Galerias Lafaiette de Paris. Entre as mais de 100 lojas, Nike e Adidas são concorridas pela venda de camisas oficiais de futebol e, La Perfumerie, tem maquiagens da Dior, Bvlgari, Lancôme, Pólo Ralph Lauren, Chance Chanel, entre outras. Antes de sair gastando, passe no Centro de Informações ao Turista, no 1º andar, e pegue um bloquinho com cupons de descontos de 10% a 20%, para várias lojas. Calle Florida, 753, das 10h/21h, seg a sáb, das 12h/21h dom.

- Shopping Abastos: localizado a poucos passos da casa de Carlos Gardel, o maior shopping da cidade fica num antigo mercado de frutas e verduras do século passado, totalmente restaurado e adaptado. Mantém as abóbadas e os grandes vãos livres. Entre as quase 200 lojas, estão a Zara, a Puma e a Cheeky. Diariamente das 10h/22h.

- Pátio Bullrich: localizado na Recoleta, é o mais luxuoso shopping da Argentina, com pisos de mármore. Tem lojas de grifes como a Dior, Armani Exchange, Lacoste, Diesel, Timberland, Cacharrel, Prego, La Martina, entre outras. Os preços são tentadores se comparados ao Brasil.

- Alto Palermo: localizado na Av. Santa Fe, 3253, das 10h/22h, este shopping fica numa construção moderna, arrojada e bem iluminada, em Palermo. Tem 150 lojas - das livrarias Yenny a Lacoste e Levi’s.

- Avenida Alvear: da Calle Schiaffi até a Calle Libertad, das 10h/20h, de seg a sáb. Luxo, exclusividade e elegância são os adjetivos que melhor vestem esta rua chique da Recoleta, com grifes como Versace, Polo, Ralph Lauren, Louis Vuitton, Kenzo e Nina Ricci.