DICAS DE VIAGEM



RIO DE JANEIRO

1- Pão de Açúcar: é possível vislumbrar quase toda a capital carioca do alto de seus 396 metros. Junto com o Morro da Urca, a montanha de granito e quartzo forma um conjunto que é referência do Brasil.

2- Bondinho do Pão de Açúcar: são inúmeras as paisagens que enchem que enchem os olhos de quem parte da Praia Vermelha rumo ao Pão de Açúcar e ao Morro da urca. Durante três minutos, os passageiros percorrem os 735 metros de beleza que separam as duas montanhas, de preferência perto da janela.

3- Cristo Redentor: no topo do Morro do Corcovado, desponta de braços abertos como o símbolo do Rio de Janeiro e uma das sete maravilhas do mundo moderno.

4- Bar Vinícius: para um fim da tarde ou início de noite, este bar em homenagem ao compositor Vinícius de Moraes, garante chopes da Brahma bem gelados, servidos em copo ou tulipa, e o melhor da bossa nova, com shows ao vivo.

5- Igreja Nossa Senhora da Candelária: decorada com influências barrocas e neoclássicas e belas portas de bronze, trabalhadas pelo escultor Teixeira Lopes.

6- Confeitaria Colombo: impressionante não apenas por sua decoração, uma mistura de art noveau com belle époque, também chama a atenção por sua história. Desde 1894, intelectuais e artistas se encontram por lá para degustar cafezinhos e pratos tradicionais.

7- Voo de asa-delta: para ver a Cidade Maravilhosa de outro ângulo. O voo mais tradicional é o que sai da Pedra Bonita e alcança a vista de pontos como Corcovado, Pão de Açúcar, Pedra da Gávea e Dois Irmãos, além das praias e do mar azul. O passeio dura de 12 a 30 minutos.

8- Bondes de Santa Tereza: programa ideal para quem quer voltar no tempo e reviver a cidade do início do século 20. O passeio compreende um trajeto pelas ladeiras do bairro, desvendando igrejas, conventos, museus e outros pontos turísticos pra lá de charmosos.

9- Lapa: este bairro boêmio fica no coração carioca e reúne pontos tradicionais, como os Arcos da Lapa, a Escola Nacional de Música e a Igreja de Nossa Senhora da Lapa. Hoje, revitalizado, ele é famoso por suas gafieiras e pela cena cultural refletida nas ruas e nos museus.

10- Praia de Ipanema: foi imortalizada pela música Garota de Ipanema e hoje é um dos lugares mais badalados da capital. Na orla, além das lojas de grife, agitados bares e restaurantes, ela é famosa pela feira hippie, realizada aos domingos na Praça General Osório.

11- Ensaios Escolas de Samba: as 12 escolas de samba que regem o Carnaval carioca promovem em suas quadras festas e ensaios fora da temporada carnavalesca. Os turistas podem cair no samba em qualquer época do ano.

12- Museu de Arte Moderna (MAM): junto da Baía de Guanabara, guarda obras de ícones do Modernismo brasileiro, como Anita Malfati, Lasar Segall e Tarsila do Amaral. Há também trabalhos de artistas estrangeiros e novos talentos.

13- Igreja de São Francisco da Penitência: é um bom exemplo para observar o autêntico barroco brasileiro. O escultor português Francisco Xavier de Brito, a principal inspiração de Aleijadinho, fez a talha dos seis andares laterais da Igreja.

14- Leblon: este bairro divide com Ipanema o posto de badalação. Bares, clubes, baladas e restaurantes agitam este pedaço carioca, assim como sua praia de 2km de extensão, onde não é raro encontrar artistas esticados na areia ou fazendo exercícios.

15- Floresta da Tijuca: aqui o coração carioca bate mais verde. Em uma área de, aproximadamente 3.200 hectares, esta floresta urbana conta com exemplares raros da fauna e da flora brasileiras. Entre as atrações, os destaques são a Cascatinha, o Lago das Fadas e o Mirante Excelsior.

16- Lagoa Rodrigo de Freitas: separa Ipanema e Leblon; se mostra como ponto de encontro na hora do cooper, das pedaladas e para saborear petiscos e uma boa comida nos bares, quiosques e restaurantes ao seu redor.

17- Barraca do Pepê: em 1981, atletas, surfistas e praticantes de asa-delta que aterissavam na praia do Pepino passaram a se alimentar melhor com a criação deste quiosque. Ele fez tanto sucesso que virou um marco carioca, sinônimo de alimentação saudável com seus lanches naturais e sucos de fruta.

18- Marina da Glória: além da bela vista para a Baía da Guanabara, o Pão de Açúcar e o Corcovado, a infraestrutura do porto abriga escolas de vela e mergulho, restaurantes e em seu espaço acontecem eventos badalados durante o ano.

19- Praia de Copacabana: é o point dos cariocas e turistas. Durante o ano inteiro, suas areias e quiosques à beira-mar fervem. Nela, ícones brasileiros despontam, como o Copacabana Palace, a Avenida Atlântica e o Forte de Copacabana.

20- Gafieira Estudantina: há 78 anos faz sucesso com apresentações de dança de salão tradicionais, que atraem artistas, boêmios e turistas.

21- Theatro Municipal: aqui ocorrem os melhores espetáculos de dança e música clássica que já recebeu nomes como Luciano Pavarotti e Anna Pavlova. A construção foi inspirada na Ópera de Paris.

22- Travessa do Comércio: é a representação do Rio antigo, trata-se de uma charmosa rua cheia de casas antigas, além de bares e restaurantes que lotam durante a noite. Nela, Carmem Miranda morou quando criança no número 13.

23- Fundação Eva Klabin: mais de 2 mil peças datadas de até 50 séculos atrás estão expostas aqui, instalada na residência onde a colecionadora de mesmo nome morou por mais de 30 anos. Além das raridades, exposições e palestras são realizadas no local.

24- Maracanã: o Estádio Mario Filho foi palco de momentos inesquecíveis do futebol, como o milésimo gol de Pelé e finais de campeonato. Atualmente está fechado para reforma.

25- Jardim Botânico: cenário clássico de novelas e cartões-postais, fascina com sua passarela de palmeiras imperiais trazidas ao Brasil por volta de 1808. Um ótimo lugar para passar uma tarde relaxante e ainda conhecer tipos raros de plantas.

26- Sítio Roberto Burle Max: há um esplêndido jardim com mais de 3.500 espécies, entrelaçadas por esculturas e pinturas do paisagista Burle Max. A visita também compreende uma igreja de 1681, a casa e o ateliê do artista.

  Fonte: Revista Viajar Pelo Mundo, 2010